Opinião – Desportivo Vale do Homem

Feitiço contra o feiticeiro

Esta última jornada trouxe mudanças e relançou não só a luta pela champions, como  a luta pelo título. Porto e Benfica conseguiram os três preciosos pontos. Sorte diferentes, tiveram Braga e Sporting, que não foram além de um empate a uma bola.

Ventos e marés

Esta última jornada desportiva demonstrou duas realidades distintas e que nos devem levar a uma profunda reflexão. Após a derrota com o Tondela, João Henriques, foi despedido do comando técnico do Guimarães. Sorte diferente teve Ivo Vieira que, ao fim de três semanas de trabalho, leva um registo positivo de um empate e duas vitórias. … Ler mais Ventos e marés

Um exemplo a seguir

No Brasil decidiu-se que os clubes só podem ter dois treinadores por época. Esta decisão é importante e relevante. Não só porque é um passo em frente no condicionalismo ao abuso de chicotadas psicológicas mas mais importante do que isso, permite que os clubes tenham maior estabilidade e permite também que os treinadores consigam não … Ler mais Um exemplo a seguir

Agridoce

O que se passou no jogo Portimonense-Porto deve corar ambos os técnicos de vergonha. Se é verdade que a forma intensa e apaixonada como se vive o futebol pode proporcionar discussões mais calorosas, não menos verdade é o facto de ambos os técnicos terem de ser mais maduros e prudentes. Devo-lhe confessar, caro leitor, que … Ler mais Agridoce

Beber pela palhinha

Há um velho dito popular que nos diz: “Em casa onde não há pão, todos ralham e ninguém tem razão”. No caso Palhinha, esse dito aplica-se muito bem. Há um problema crónico no nosso futebol e que tem de ser mudado. A permissão de sucessivos recursos e a permissão de se colocar processos de ordem … Ler mais Beber pela palhinha

Uma mudança cultural

Em Portugal vivemos constantemente num mítico culturalmente correto de que os comandos técnicos são uma espécie de jogo das cadeiras, onde quem chega primeiro, tem o lugar e ganha. Porém, esquecemos-mos facilmente que para haver um bom resultado é preciso ser perspicaz, assertivo e ter as estratégias bem definidas. É aí que reside o problema! … Ler mais Uma mudança cultural

Futuro encalhado

Nos últimos dias soubemos que a pandemia tirou cerca de 173 mil jovens atletas aos clubes. Mas terá sido a pandemia a única culpada? Não creio. Em abril escrevi um artigo onde alertava par isso. Importa salientar que os clubes vão perder receitas e, por isso, terão necessariamente e bem de apostar na formação! Com … Ler mais Futuro encalhado