«A vitória do Prado é justa, mas por números exagerados»

«A vitória do Prado é justa, mas por números exagerados»

Como analisa a derrota da sua equipa?

Foi um jogo dividido, em que entrámos bem e fizemos um golo. O André jogou apenas 11 minutos. Vai deixar de jogar futebol devido a um problema de saúde. Depois a equipa abanou um pouco, o Prado pressionou mais alto e tivemos dificuldades, mas o jogo estava equilibrado, sem grandes oportunidades até que surgiu o penálti, caído do céu, mesmo a acabar a primeira parte.

No intervalo disse aos jogadores para colocar a bola mais no chão e até entrámos bem. Foi pena o que se passou depois. O jogo ficou estragado, devido à inexperiência do árbitro.

Não estou a dizer que perdi por causa do árbitro, mas na minha opinião não existe falta no segundo penálti.

Depois, ficamos reduzidos a dez e arriscámos mais um bocado, expusemo-nos e o adversário conseguiu explorar as nossas costas e marcou mais um golo. A vitória do Prado é justa, mas por números exagerados. Parabéns para eles, merece o segundo lugar.