Toyota Yaris e Ott Tanak estreiam-se a vencer em Portugal

Toyota Yaris e Ott Tanak estreiam-se a vencer em Portugal

A emoção e o dramatismo estenderam-se até à última classificativa. Como de costume, Fafe Lameirinha ‘fechava’ esta edição 2019 e mais uma vez provou ser dramática para alguns concorrentes. Primeiro foi Sebastien Loeb que viu a suspensão traseira direita do seu Hyundai ceder, obrigando-o a arrastar-se até ao final, depois o ‘repescado’ Gus Greensmith a ‘aterrar’ mal do salto da Pedra Sentada e acabar a sua prova por ali, terminando com Kris Meeke a bater noutro ponto da classificativa e a não ir mais longe. Meeke ‘morreu na praia’, com a meta e o segundo lugar na prova à vista. Thierry Neuville, da Hyundai, agradeceu, pois assim subiu uma posição, ainda que o belga não tenha sido o mais rápido na Power Stage, que foi ganha pelo Campeão do Mundo Sebastien Ogier.

Numa prova onde os Toyota mostraram clara superioridade sobre a concorrência, Thierry Neuville acabou por subir ao 2º lugar e recupera 2 pontos no mundial a Ogier perdendo 7 para Tanak.

Kalle Rovanpera que venceu no WRC2 Pro na estreia do novo Skoda Fabia R5 Evo e no WRC2 o triunfo ficou nas mãos de Pierre Louis Loubet num Skoda.

O estatuto de melhor português na prova foi para Armindo Araújo seguido por Bruno Magalhães, ambos em Hyundai R5 sendo a terceira posição ocupada por Pero Almeida em Skoda.

Carlos Costa (CO-894)