«Podem esperar uma equipa de ataque e a praticar bom futebol»

«Podem esperar uma equipa de ataque e a praticar bom futebol»

Depois de ter espalhado magia em vários campos da região, Manaus quer agora afirmar-se como treinador de futebol. Depois de uma primeira experiência nas camadas jovens, onde levou os juniores do Maria da Fonte aos nacionais, Manaus aceitou o desafio da Direcção do CD Celeirós para ser treinador da  equipa sénior.
O técnico, que vai ter como adjunto Hugo Moisés e treinador de guarda redes, João Leite, renovou recentemente com o clube bracarense e deixou algumas ideias do que pretende para a nova temporada.

-Quais as expectativas para a próxima época?
-Queremos fazer uma época tranquila e no mínimo tentar ficar no mesmo lugar desta época, uma vez que as aspirações do clube não nos permitem sonhar mais alto.

-A Direcção colocou-lhe alguma fasquia?
– Há equipas que farão parte da nossa série com orçamentos mais elevados que o do CD Celeirós e com outros objectivos, portanto é fácil chegar há conclusão que com essas equipas, que serão quatro ou cinco vamos poder ombrear.

-Vão sair e entrar muitos jogadores?
– Espero que saiam poucos e que os reforços venham acrescentar qualidade ao grupo, que é isso que todos os treinadores desejam.

-Vai continuar a apostar na formação?
– Vamos seguir a mesma linha de orientação da época anterior, mas o mais importante, independentemente de o jogador ter 18 ou 40 anos é o empenho e rendimento deles nos treinos e jogos.

-Que mensagem quer deixar aos sócios e simpatizantes do clube?
– Os sócios podem esperar uma equipa de ataque e a praticar bom futebol como aconteceu na parte final da época passada. Aproveito esta oportunidade para fazer um apelo aos sócios e simpatizantes do Celeirós para que compareçam aos jogos para apoiar o clube, pois senti que, durante a época passada, estiveram um pouco desligados. O Celeirós merece o apoio deles.