«O nosso dirigente foi  covardemente agredido e  transportado pelo INEM para o Hospital», acusa a Direcção do Ribeira do Neiva
  • «O nosso dirigente foi covardemente agredido e transportado pelo INEM para o Hospital», acusa a Direcção do Ribeira do Neiva

    “Mosquitos por cordas” no final do jogo de juniores entre o Merelim S. Paio e o Ribeira do Neiva. A Direcção do clube vilaverdense emitiu um comunicado onde acusa os dirigentes do da equipa bracarense de terem agredido um dirigente do seu clube no final do jogo realizado esta manhã.

    «É lamentável que dirigentes desportivos, que deviam pugnar pelo bem do futebol e pela integridade física dos intervenientes, sejam afinal, instigadores de ódio e violência gratuita», pode ler-se na missiva do clube ribeirense.

    Na mesma nota enviada à nossa redacção, os responsáveis do Ribeira dizem que «é absolutamente reprovável que pessoas ligadas ao São Paio de Merelim, tenham forçado a entrada no autocarro do nosso clube, procurando agredir os nossos atletas».

    Incidentes que acabaram por provocar ferimentos no director do Ribeira do Neiva que foi transportado para o Hospital de Braga onde permaneceu até às 17h00.

    Comunicado na íntegra

    O G.D.R. Ribeira do Neiva vem pelo presente, repudiar os actos ocorridos esta manhã, no Complexo Desportivo de São Paio de Merelim, após o jogo de juniores que opôs o São Paio à Ribeira do Neiva. Tais acontecimentos em nada dignificam o futebol.

    É lamentável que dirigentes desportivos, que deviam pugnar pelo bem do futebol e pela integridade física dos intervenientes, sejam afinal, instigadores de ódio e violência gratuita. Nada justifica tais actos, muito menos ainda, em eventos onde participam jovens jogadores. Excelente exemplo de comportamento e dignidade. O desporto não precisa, seguramente, deste tipo de pessoas.

    Absolutamente reprovável que esta manhã, pessoas ligadas ao São Paio de Merelim, tenham forçado a entrada no autocarro do nosso clube, procurando agredir os nossos atletas. O nosso director, procurando evitar confusão e num acto nobre, colocou-se à porta procurando impedir que uns entrassem e os atletas saíssem. Foi covardemente agredido, tendo sido posteriormente transportado pelo INEM para o Hospital de Braga, a fim de receber cuidados médicos. Tendo aí permanecido até por volta das 17h deste domingo.

    No futebol como na vida, todos lutamos para alcançar patamares mais elevados, isso não significa porém, que tudo valha para atingir esses fins, e jamais podemos aceitar que se atente contra a dignidade da pessoa humana.

    Tais actos não podem passar, e não passarão, incólumes. As instâncias responsáveis não podem fazer tábua rasa daquilo que ocorreu esta manhã.

    O G.D.R. Ribeira do Neiva levará às últimas consequências este caso para que os prevaricadores sejam responsabilizados pelos actos covardes levados a efeito. Um ataque bárbaro perpetrado diante de jovens atletas, impotentes para parar com as agressões.

    Ao nosso director, manifestamos total solidariedade, estando ao dispor para colaborar nas acções que entenda intentar contra os agressores. Manifestamos ainda, o desejo de rápida recuperação.